Janeiro

  • 14 de janeiro — O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condena o Estado português a pagar uma indemnização de 13 mil euros à família de um dos estudantes que morreram na sequência da Tragédia do Meco, em dezembro de 2013, uma vez que a investigação do caso não satisfez os requisitos da legislação europeia.

Fevereiro

  • 16 de fevereiro — Num jogo de futebol contra o Vitória de Guimarães no Estádio D. Afonso Henriques, o jogador do Futebol Clube do Porto Moussa Marega é alvo de insultos racistas vindos das bancadas e decide abandonar o jogo por vontade própria quando a situação escalou ao marcar o 2-1 que daria a vitória ao Porto. O incidente mereceu a reprovação do Presidente da República, do Governo, da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, de outros clubes de futebol, de deputados e de estrelas do desporto internacional.

Março

  • 2 de março — Primeiros dois casos confirmados de COVID-19 em Portugal: o primeiro, um médico de 60 anos regressado de férias no norte de Itália, foi internado no Hospital de Santo António; o segundo, um homem de 33 anos regressado de Valência, em Espanha, internado no Hospital de São João. O novo coronavírus já tinha sido detectado em dois cidadãos portugueses no estrangeiro.
  • 13 de março — No contexto da pandemia de COVID-19, e após reunião do Conselho de Ministros, o Ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita e a Ministra da Saúde Marta Temido assinam o despacho de Declaração de Situação de Alerta abrangendo todo o território nacional, determinando a adoção de medidas de carácter excecional como a interdição da realização de eventos que reúnam grandes números de pessoas, suspensão do funcionamento de estabelecimentos de restauração e de bebidas, e prevendo também o aumento de estado de prontidão das forças de segurança e agentes de proteção civil em eventuais operações de apoio na área da saúde pública.
  • 16 de março — Confirmada a primeira vítima mortal do COVID-19 em Portugal. A imprensa identifica a vítima como Mário Veríssimo de 81 anos e com doença pulmonar crónica, internado há vários dias no Hospital de Santa Maria, antigo enfermeiro-massagista no Clube de Futebol Estrela da Amadora onde trabalhou com Jorge Jesus (que já havia feito declarações à televisão sobre o estado grave de um seu amigo).
  • 18 de março — Reunião do Conselho de Estado, convocada para analisar a decisão de decretar o estado de emergência em todo o território nacional, no contexto da pandemia de COVID-19. Após autorização da Assembleia da República, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa decreta o estado de emergência por 15 dias, nos termos da Constituição.

Abril

  • 2 de abril — A Assembleia da República vota a favor da renovação do estado de emergência durante mais quinze dias.
  • 17 de abril — A Assembleia da República vota a favor da renovação do estado de emergência durante mais quinze dias.

Maio

  • 2 de maio — Fim do estado de emergência.
  • 29 de maio — Tempo caracterizado na segunda quinzena de maio em onda de calor, com 36 estações meteorológicas em onda de calor com o número de dias a variar entre 6 a 12. Entre os dias 20 e 28 de maio ocorreram noites tropicais, ou seja, valores de temperatura mínima do ar igual ou superior a 20°C.

Junho

  • 6 de junho — Milhares marcam presença em manifestações antirracistas em Lisboa e no Porto, na sequência do assassinato de George Floyd nos Estados Unidos.

Julho

  • 1 de julho — Reabertura da Fronteira Espanha-Portugal após o seu fecho durante mais de três meses, motivado pela pandemia de COVID-19; o facto é assinalado por cerimónias oficiais em Badajoz e em Elvas, na presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o rei Filipe VI de Espanha, o chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, e o Primeiro-Ministro português António Costa.
  • 31 de julho — Alfa Pendular com 212 passageiros abalroa acidentalmente uma máquina de conservação de catenária em Soure, descarrilando e fazendo 2 mortos e 7 feridos graves.

Agosto

  • 12 a 23 de agosto — Devido aos impactos da pandemia de COVID-19, são retomados os jogos dos quartos-de-final, semifinais, e finais da Liga dos Campeões da UEFA de 2019–20, que tinham sido suspensos em março. É escolhida Lisboa para se realizarem os jogos, e eles decorrem à porta fechada no Estádio José Alvalade e no Estádio da Luz.

Setembro

  • 4 a 6 de setembro — Tem lugar a 44.ª edição da Festa do Avante!, sob normas de distanciamento social impostas pela Direção-Geral da Saúde no contexto da pandemia de COVID-19, que obrigam a reduzir o número de participantes; na opinião pública, há polémica sobre se a festa se deveria realizar este ano.
  • 29 de setembro — Um erro técnico nas obras do Parque Urbano da Praça de Espanha, em Lisboa, leva ao desabamento de uma parte do túnel do Metropolitano sobre uma composição que circulava, provocando ferimentos ligeiros em 4 passageiros e a interrupção do serviço em parte de Linha Azul.

Outubro

  • 14 de outubro — Devido à recrudescência da pandemia de COVID-19 em Portugal, com os boletins epidemiológicos da Direção-Geral da Saúde a registarem aumentos acentuados nos novos casos diários e no número de vítimas mortais, o Governo anuncia que o país entrará de novo em “estado de calamidade”, a partir da meia-noite: as novas medidas para prevenir a expansão da pandemia incluem a proibição dos ajuntamentos de mais de cinco pessoas, a recomendação (e possível introdução de propostas de lei com vista à obrigatoriedade) do uso de máscara facial na via pública e da instalação da aplicação de deteção de contactos nacional, a StayAway Covid.
  • 25 de outubro — Eleições legislativas regionais nos Açores. O Partido Socialista obtém uma maioria relativa com 39% dos votos (apenas 25 deputados regionais); no entanto, o segundo partido mais votado, o Partido Social Democrata (21 deputados regionais), juntamente com o CDS – Partido Popular (3 deputados regionais) e o Partido Popular Monárquico (2 deputados regionais) formam uma coligação pós-eleitoral de governo, assegurada com um acordo de apoio parlamentar com o CHEGA (2 deputados regionais) e a coligação e entre o Iniciativa Liberal (1 deputado regional) e o PSD, perfazendo uma maioria absoluta de 29 deputados regionais.

Novembro

  • 2 de novembro — Dia de luto nacional em memória das vítimas da pandemia de COVID-19. O gesto simbólico surge na sequência da proibição geral de circulação entre concelhos de 30 de outubro a 3 de novembro, que abarca o Dia dos Fiéis Defuntos, dia tradicional de homenagem aos mortos em vários cemitérios do país. Até àquela data, o boletim epidemiológico diário da Direção-Geral da Saúde contabilizava 2590 óbitos em 146.847 casos confirmados de infeção no país.
  • 6 de novembro — Devido à segunda vaga da pandemia de COVID-19, o Presidente da República decreta novamente o estado de emergência em todo o território nacional, produzindo efeitos no período compreendido entre 9 e 24 de novembro.
  • 20 de novembro — A Assembleia da República vota a favor da renovação do estado de emergência durante mais quinze dias, até 8 de dezembro. Ao contrário do anterior decreto, fica agora previsto de forma explícita que um infetado com COVID-19 possa ser sujeito a confinamento ou internamento obrigatório.

Dezembro

  • 1 de dezembro — Graça Freitas, Diretora-Geral da Saúde, testa positivo à COVID-19, manifestando sintomas ligeiros; é nessa noite posta em isolamento domiciliário. A Ministra da Saúde, Marta Temido, e o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, profilaticamente isolados, são testados na madrugada do dia seguinte, com resultado negativo.
  • 4 de dezembro — A Assembleia da República vota a favor da renovação do estado de emergência durante mais quinze dias, até 23 de dezembro. Nos termos do decreto, fica logo referida a previsível renovação do estado de emergência até 7 de janeiro de 2021, por forma a permitir ao Governo prever e anunciar as medidas a tomar durante os períodos de Natal e Ano Novo.